Notícias

Curso para Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção e Qualidade de Vida

Rede Paulista de Políticas sobre Drogas

Com o objetivo de formar Agentes Multiplicadores em Prevenção e Qualidade de Vida, com foco na Prevenção Positiva, a Rede Paulista de Políticas sobre Drogas realizou na quarta-feira, 24 de Junho de 2015, das 9h às 17, em Socorro/SP curso inédito sobre o assunto.

Voltado para profissionais da saúde, educação, social, segurança, comunidades sociais e religiosas a formação antecede a criação da Rede de Prevenção, que propõe a formação de células comunitárias em cidades do Estado de São Paulo para trabalhar com Prevenção Positiva.

De acordo com Franks Prado, coordenador da Rede Paulista de Políticas sobre Drogas e defensor da Prevenção Positiva, a proposta é enfatizar a prevenção com qualidade de vida, hábitos saudáveis e bem estar das pessoas. O trabalho de prevenção realizado atualmente está focado em drogas, causas e conseqüências. Na maioria das vezes a imagem de bebidas, tabaco, remédios e drogas estão associadas.  Diria que é um tipo de prevenção negativa, com foco no problema. A proposta da Prevenção Positiva é focar a solução, com melhorias na vida das pessoas, completa Franks.

Em julho será realizado um novo módulo para formação de Jovens Facilitadores, como parte do trabalho desenvolvido pelas células comunitárias, participantes do curso de agentes multiplicadores.

O jovem desempenha um papel importante nas comunidades e pode ser um grande contribuinte, mostrando suas habilidades e aptidões para outros jovens. É preciso inserir os jovens líderes neste trabalho, pois a comunicação é estreitada quando se fala de jovem para jovem.

A Rede de Prevenção

A proposta de trabalhar a prevenção em rede reforça a ideia, que é possível unir forças e habilidades para encontrar soluções saudáveis para espaços e pessoas. É preciso criar uma agenda positiva e fortalecer as ações existentes em cada cidade para que a experiência de uma comunidade seja compartilhada com outra através de intercâmbios. Fortalecer a parceria entre lideranças comunitárias, religiosas, grupos e instituições presentes nas comunidades.

Estabelecer formação contínua, encontros periódicos de lideranças e apoiar as ações institucionais através de campanhas publicitárias, cartilhas, jogos e aplicativos são objetivos da Rede de Prevenção.

Desta forma um grande projeto de tecnologia social nasce em prol de uma Prevenção Positiva, com foco em soluções para cidades e pessoas.